Nesting of the Fire Ant Solenopsis saevissima (Hymenoptera: Formicidae) in an Urban Environment

Viviane Zeringótan, Mariana Monteiro De Castro, Terezinha Maria Castro Della Lucia, Fábio Prezoton

Abstract


Ants of the genus Solenopsis are common in urban environments due to their abilities to explore resources and to establish nesting sites, which helps their proliferation and also increases the occurrence of encounters with people and severe stinging. We aimed to increase understanding of this species in urban areas, so this study attempted to answer these questions: Are certain seasons more amenable to the founding of new colonies? Does colony size vary among seasons? What sites are used by these colonies in an urban environment? Observations were carried out every 2 weeks from May 2011 to Apr 2012 in Juiz de Fora, Minas Gerais, southeastern Brazil. For each active colony the site and the dimensions of the nest were registered. We showed that colonies of Solenopsis saevissima (Smith, 1855) were present in urban areas during the entire yr, with the highest incidence in the wet season, and nesting sites were associated mainly with vegetation. Because the dry season (Apr–Aug) was the period that had the smallest number of active colonies, this period could be considered the most favorable for area-wide control operations, but an individual mound treatment approach in the dry season should be take into consideration the occurrence of cryptic mounds.

 

Formigas do gênero Solenopsis são comuns em ambientes urbanos devido à sua capacidade de explorar recursos e estabelecer locais de nidificação, o que ajuda na sua proliferação e também aumenta a ocorrência de encontros com pessoas e dolorosas ferroadas. Nosso objetivo foi contribuir para maior conhecimento desta espécie em áreas urbanas e tentamos responder às seguintes perguntas: Existe uma época mais propícia para a fundação de novas colônias? O tamanho da colônia varia entre as estações? Quais os locais de nidificação utilizados por estas colônias em ambiente urbano? Observações foram realizadas quinzenalmente de maio de 2011 a abril de 2012, em Juiz de Fora, Sudeste do Brasil. Para cada colônia ativa foram registrados o tipo de local de nidificação e as dimensões do ninho. O estudo demonstrou que as colônias de Solenopsis saevissima (Smith , 1855) estavam presentes em áreas urbanas durante todo o ano, com maior incidência na estação chuvosa, e os locais de nidificação estavam principalmente associados à vegetação. Como a estação seca (abril-agosto) foi o período que teve o menor número de colônias ativas, este período pode ser considerado o mais favorável para as operações de controle em toda a área, mas uma abordagem de tratamento dos montes nessa estação deve ser levada em consideração pela ocorrência de montes crípticos.

 

View this article in BioOne


Keywords


colonies; nesting sites; urban pest; climatic variables

Full Text:

PDF